COLÉGIO BATISTA

A existência de uma instituição educacional é um acreditar constante na transformação de realidades, no investimento em vidas e na importância da educação para o desenvolvimento sadio e integral do ser humano.

O Colégio Batista da Primeira por meio do seu Projeto Político Pedagógico, permeado dos elevados princípios cristãos, busca realizar um trabalho, pedagógico consistente, coerente, fundamentado, moderno e eficaz.

OS BATISTAS E A EDUCAÇÃO

A educação é uma marca visível do povo batista.

Sua paixão pelo estudo da Bíblia desenvolveu o interesse pela educação religiosa, cultivada nas igrejas por meio das organizações de treinamento e da Escola Bíblica Dominical.

Os templos se tornaram verdadeiros complexos educacionais.

A Educação chamada de geral, ou secular, se originou do desejo de abrir oportunidades para o estudo da juventude e de criar uma escola com capacidade para exercer influência sobre a sociedade brasileira.

O Colégio Taylor Egídio fundado em Salvador pela senhora Laura Taylor e pelo Capitão Egídio Pereira de Almeida foi o primeiro a se estabelecer. Em 1922 ele foi transferido para a cidade de Jaguaquara, onde existe até hoje. Depois dele, e por causa dele, vieram:

  • Colégio Batista Brasileiro de São Paulo;
  • Colégio Americano Batista do Recife;
  • Instituto Batista Industrial em Corrente, Piauí;
  • Colégio Americano Batista, em Vitória, ES;
  • Colégio Batista Shepard no Rio de Janeiro;
  • Colégio Batista Alagoano em Alagoas;
  • Colégio Batista Fluminense em Campos, RJ;
  • Colégio Batista Mineiro, em Belo Horizonte.


Além destes Colégios dezenas de outros foram organizados com a ajuda dos missionários ou por iniciativa de igrejas, Convenções estaduais e de particulares batistas. Praticamente todos os estados da federação contam com Colégios Batistas.A contribuição dos batistas na área educacional é realmente notável, considerando tanto a qualidade quanto a quantidade.

São mais de 85 anos de experiência na área da educação. Hoje, mais de dois milhões de brasileiros, já passaram pelas escolas batistas.

Os educadores americanos foram os responsáveis pelas poucas inovações na educação das primeiras décadas do Brasil republicano, inclusive o anúncio de que, em suas escolas, o uso da palmatória, varadas e puxões de orelhas estavam abolidos e que o ensino obedeceria a métodos intuitivos e objetivos.

 

Hoje, a pedagogia no Brasil aponta caminhos onde a formação das novas gerações precisa contar com propostas que agilizem a capacidade que o cidadão tem de aprender. Sabemos que aprender não significa simplesmente desenvolver o aspecto cognitivo, mas abrange uma gama de necessidades que estão agrupadas nos quatro pilares da educação: aprender a conhecer, aprender a fazer, aprender a conviver com os outros e aprender a ser.

O desafio do Colégio Batista da Primeira hoje é contribuir, por meio de sua proposta pedagógica, para que as novas gerações estimule o uso pleno de sua capacidade de ser no mundo, construam uma sociedade, mais justa, próspera e feliz.

COLÉGIO BATISTA